Blog » 2014 » Janeiro » 4 » Snapchat vai atualizar aplicativo para evitar novo vazamento de celulares

Snapchat vai atualizar aplicativo para evitar novo vazamento de celulares

Os desenvolvedores do Snapchat vão atualizar o aplicativo depois do vazamento de dados de 4,6 milhões de usuários do serviço de mensagens instantâneas no Ano Novo. Agora, os inscritos terão a opção de não aparecer na ferramenta de localização de amigos - que foi onde se deu a brecha que permitiu o vazamento de logins e números de telefone celular de quem usa a rede social de fotos.

Saiba como acessar os filtros secretos em fotos do Snapchat
A empresa californiana disse que tem trabalhado para evitar futuras tentativas de vazamentos, já que os desenvolvedores estavam cientes da possibilidade de invasão desde o dia 27 de dezembro. Nesta data, foi publicado um texto no blog do Snapchat sobre um alerta de segurança emitido por especialistas da Gibson Security cuja companhia não deu grande importância. Dias depois sem que fosse feita uma correção no aplicativo, na quarta-feira (1), ocorreu o vazamento de nomes de usuários e números de telefone creditado a um grupo sem relação com a Gibson Security.

No texto mais recente, a desenvolvedora informou que atualizará o software – sem especificar quando – e divulgou o endereço de e-mail "security@snapchat.com" para envio de relatos sobre vulnerabilidades no sistema. Mas, ao contrário do que os internautas imaginavam, o Snapchat não se desculpou com os usuários por saber da possibilidade de vazamento e não ter corrigido a falha antes do ataque.

A página dos autores do vazamento de dados oferece um arquivo com os logins e números dos 4,6 milhões de usuários. Para quem não quer ter o trabalho de baixar isso tudo, uma página com um script simples é capaz de identificar se seus dados estão na lista ou não; basta incluir seu "username".
A divulgação de logins e números de telefones, no entanto, não resultou em danos diretos aos usuários, já que as senhas não vieram a público, como aconteceu no vazamento de dados do LinkedIn em 2012. Na ocasião, seis milhões de senhas e nomes de usuários foram divulgados na Internet.

Via: Techtudo
Categoria: Top Apps  |  Autor: WWD  |  Data:  |  Visualizações: 507  |  Comentários: 0

Destaques

Comentários
Escreva um comentário
avatar